La Loba

Outra história que eu a-do-ro do livro da Clarissa (Mulheres que correm com os Lobos.


La Loba


Existe uma velha que vive num lugar oculto de que todos sabem, mas que poucos já viram. Como nos contos de fadas da Europa oriental, ela parece esperar que cheguem até ali pessoas
que se perderam, que estão vagueando ou à procura de algo.

Ela é circunspecta, quase sempre cabeluda e invariavelmente gorda, e demonstra especialmente querer evitar a maioria das pessoas. Ela sabe crocitar e cacarejar, apresentando geralmente mais sons animais do que humanos.
Dizem que ela vive entre os declives de granito decomposto no território dos índios tarahumara. Dizem que está enterrada na periferia de Phoenix perto de um poço. Dizem que foi vista viajando para o sul, para o Monte Alban num carro incendiado com a janela traseira arrancada. Dizem que fica parada na estrada perto de El Paso, que pega carona aleatoriamente com caminhoneiros até Morelia, México, ou que foi vista indo para a feira acima de Oaxaca, com galhos de lenha de estranhos formatos nas costas. Ela é conhecida por muitos nomes: La Huesera, a Mulher dos Ossos; La Trapera, a Trapeira; e La Loba, a Mulher-lobo.
O único trabalho de La Loba é o de recolher ossos. Sabe-se que ela recolhe e conserva especialmente o que corre o risco de se perder para o mundo. Sua caverna é cheia dos ossos de todos os tipos de criaturas do deserto: o veado, a cascavel, o corvo. Dizem, porém, que sua especialidade reside nos lobos.
Ela se arrasta sorrateira e esquadrinha as montañas e os arroyos, leitos secos de rios, à procura de ossos de lobos e, quando consegue reunir um esqueleto inteiro, quando o último osso está no lugar e a bela escultura branca da criatura está disposta à sua frente, ela senta junto ao fogo e pensa na canção que irá cantar.
Quando se decide, ela se levanta e aproxima-se da criatura, ergue seus braços sobre o esqueleto e começa a cantar. É aí que os ossos das costelas e das pernas do lobo começam a se forrar de carne, e que a criatura começa a se cobrir de pêlos. La Loba canta um pouco mais, e uma proporção maior da criatura ganha vida. Seu rabo forma uma curva para cima, forte e desgrenhado.

La Loba canta mais, e a criatura-lobo começa a respirar.
E La Loba ainda canta, com tanta intensidade que o chão do deserto estremece, e enquanto canta, o lobo abre os olhos, dá um salto e sai correndo pelo desfiladeiro.
Em algum ponto da corrida, quer pela velocidade, por atravessar um rio respingando água, quer pela incidência de um raio de sol ou de luar sobre seu flanco, o lobo de repente é transformado numa mulher que ri e corre livre na direção do horizonte.
Por isso, diz-se que, se você estiver perambulando pelo deserto, por volta do pôr-do-sol, e quem sabe esteja um pouco perdido, cansado, sem dúvida você tem sorte, porque La Loba pode simpatizar com você e lhe ensinar algo — algo da alma.


Leia mais sobre o livro da Clarissa AQUI.
Leias as outras histórias do livro da Clarissa AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
CAMPEÕES ESPIRITUALIDADE PINTE O 7 Técnicas de Purificação 1000+ SAGRADO FEMININO orações Magia HUMOR 500-1000 DEUSAS MANDALAS CELTA WICCA Rituais Mitologia Histórias para Mulheres Magia 101 HISTÓRIAS DA CLARISSA ANJOS Contos de Fada MANDALAS PARA PINTAR 10.000+ NA MÍDIA Datas Comemorativas DIÁRIO MÁGICO Histórias Inspiradoras mitologia grega GATOS PRETOS Ho’oponopono Magia Lunar YANTRA PARA PINTAR tarot Livro das Sombras Mitologia Hindu MÃE MARIA Orações Celtas Roda do Ano SISTEMAS MÁGICOS galeria virtual #IBELIEVEINMAGIC Deusas Celtas Deusas Gregas Halloween MEU LIVRO SOBRE NOSSA SENHORA Meus livros Mitologia Celta NOSSA SENHORA DOWNLOAD MANDALAS CELTAS SIMBOLOS CELTAS Terapias Corporais DRAGOES PARA PINTAR Feitiços Imagens Wicca para pintar testes yantra Calendário de Luas Correspondências Dia dos Namorados Fadas Flores Fênix MANDALAS DE CONTEMPLAÇÃO Mitologia Egípcia PROSPERIDADE SEXTA FEIRA 13 Valentine's Day Deusas Egipcias Dragões Grande Invocação Horóscopos Lorde Kubera Meditação Mitologia Mesopotâmica TAROT PARA PINTAR Visualização Chacras Deusas Hindus Deusas de Avalon Deuses Deuses Egípcios Mulher Mãe Terra Pai Nosso artes mágickas Amor Bruxinhas Caibalion Cinderela Deusa Afrodite Deusa Gayatri Deusa Innana Deusa Ishtar Deusa Maat Deusas do Amor Diário dos Sonhos Faeries Ganesha Gnomos e Duendes Princípios Herméticos Pérolas Shiva Talismãs Tarot Wicca Tarot das Feiticeiras Tatwas roteiro #PROMO #PROMOCAO #LIVRODEGRACA 44 motivos celtas As 9 Musas Gregas As Horas As Moiras Barba Azul Baubo Branca de Neve CRIATIVIDADE Circe Cristina Cairo Cronos DOAÇÃO Deusa Adikia Deusa Arianrhod Deusa Astreia Deusa Bastet Deusa Cerridwen Deusa Deméter Deusa Diké Deusa Hera Deusa Inana Deusa Justittia Deusa Lakshmi Deusa Lalita Deusa Leto Deusa Morrigan Deusa Nêmesis Deusa Palas Atena Deusa Perséfone Deusa Rhiannon Deusa Réia Deusa Tara Deusa Tripura Sundari Deusa Têmis Deusa Ísis Deusas Romanas Deuses Gregos Deuses Mesopotâmicos Dion Fortune Dionísio Dragon Magick Dragões celtas Eros Esbats Filhos Gaia Gitta Mallasz Grande Mãe HARRY POTTER HAVE FUN Higéia Horas planetárias Iris Joseph Campbell Kindle Kodoish Kodoish Kodoish Adonai Tsebaioth Kuan Yin Lady Betwixt Litha Louise Hay MANTRAS Magia com dragões Mandalas Mágicas Marília Meditação Cabalística Merlin Mitologia Oriental Mitologia romana Música Niké Ovos de Ouro Paganismo Parcas Parole Patrick Fanning Paul Pearsall Pisquê REIKI Saint Germain Samhain Saudação de Órion Sexo Sagrado Steven Halpern Tolerância Tradição Diânica VIAGENS E TURISMO Yule arte sagrada contos crônicas download gratuito ebook erótico subscribe